Criatividade, artes & cultura.

Pesquisas, conteúdo e experiências.

ARRIVEDERCI, RIO!

Quando eu decidi deixar a ‘vida normal’ que eu tinha e vir para Itália em direção dos meus meus sonhos algumas pessoas acharam que eu estava maluca! Eu ainda não sei dizer se o que fiz era certo, mas eu estou fazendo e isso que é importante pra mim. Desistir antes de tentar nunca foi uma opção. Eu deixei a vida corporativa onde eu trabalhei durante 15 anos e decidi vir estudar Artes na Itália, e aqui estou há quase 1 ano. Por que eu fiz isso? Porque eu sempre tive um senso internacional, eu amo descobrir novos lugares e conectar com novas pessoas. Eu tenho uma energia de ir lá e fazer e eu sempre soube que eu faria uma mudança dessas antes dos 40 – ok, já estou com 39 era mais que hora de botar em prática.

Vista aérea do Rio de Janeiro de dentro do avião. Foto: Cris Piloto, 2017

Além desse desejo, eu tenho uma filha adolescente e eu queria oferecê-la a oportunidade de estudar fora, de desenvolver na prática desde cedo a tolerância com as diferenças culturais.
É claro que rolou muito planejamento antes de vir. Bom, eu não fui TÃO maluca assim. Eu levei em torno de 2 anos ajustando questões financeiras e burocráticas antes de entrar no avião.
Uma grande coisa pra mim é que eu tenho um ASSUNTO e então direcionei toda a experiência para esse tema. Minha primeira ‘dica’ sobre fazer uma grande mudança na vida é ‘ENCONTRE O SEU TEMA’ e o meu é artes & cultura. Eu sempre fui muito curiosa sobre as artes, desde criança. Eu amo estar no meio artístico, eu gosto de praticar, testar técnicas e expressões. Arte realmente me inspira, preenche minha criatividade, me dá satisfação e muita alegria. A arte deixa a minha vida mais fácil.
Então o que eu fiz foi buscar um motivo e uma boa oportunidade para combinar meu desejo pessoal de viver em outro país criando minha filha em um ambiente internacional com as minhas habilidades profissionais para me transformar em algo novo, começando uma nova temporada na minha vida.
O ponto é que onde estou agora, quando olho na janelinha da minha vida eu vejo uma paisagem linda de experiências, de bagagens de conhecimento que eu vou carregar pra sempre comigo, onde quer que eu esteja. Eu vejo que não exite separação entre ‘a vida passada’ e ‘agora’ eu sou exatamente a mesma pessoa com toda a minha paixão em trabalhar nos projetos que eu acredito. Na minha idade, não existe ‘começar do zero’ como algumas pessoas acham. É impossível  para mim ficar sentada esperando alguma magia acontecer. Eu tenho uma forte conexão em trabalhar com que eu mais amo e isso me faz sentir confiante que eu posso trabalhar em qualquer lugar, é só uma questão de ajuste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *